Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eslava de Cordão

Pálido e fresco
jardim de orvalho
-bem querido -
que me acresce,
cada dia, de miúdas
gotas de ser livre.

Destilo e broto,
a cada minuto,
a eterna sensação
de que sou
apenas lantejolas!

Ah! Se pudesse, se pudesse
tal!

Fosse adereço,
um longo atavio,
um enfeite de feliz,
e me tornar gala e ornato.

Me tornar peça de
adorno - que fosse -,
destas flores que
são metade de seu amor,
outra metade de seus,
sem meras aparências,
ombros angelicais, que pousam
selenos,
pedindo passagem pela nossa terra,
onde comungamos, nós dois,
rezas de eterna querência !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 09/07/2006
Código do texto: T190397
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:11)
José Kappel