Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma Noite qualquer sem Estrelas...




Uma Noite qualquer sem Estrelas
® Lílian Maial


As noites borradas do inverno
não permitem ver as estrelas.
Vem um silêncio de brilhos,
um cheiro de céu desolado.

E então chega a dor,
a lágrima efervescente,
vontade de lembrar o que não foi vivido.
Ânsia de nunca ter morrido.

Escorre e corrói,
não poupa os dias,
as manhãs frescas de sol,
os passeios de brisa no rosto.

As noites nubladas de inverno
não dão guarida aos que sobram.
Implacável rajada de espera,
de um tempo que falta pouco.

E então vem a certeza,
a paz imposta do deserto,
o desembainhar de olhares empoeirados,
a seca de devaneios.

Árida é a madrugada sem ópio.
Em outras estações,
um sopro de promessa ainda embala o engano.


Nada mais triste que uma noite sem estrelas...


*******

Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 09/07/2006
Código do texto: T190568

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Áudio
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Lílian Maial
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1158 textos (248667 leituras)
21 áudios (13707 audições)
3 e-livros (1280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:08)
Lílian Maial

Site do Escritor