Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Afronegrodobrasil.

fui sozinho
deixei a música fluir
minha própria levada
malemolente
sentindo cada samba
que no coração gravei

desconcertante ao olhos alheios
esse nego tem mola na cintura
comentou a loira que não era burra
sua amiga foi ligeira
pediu a todos que afastassem as cadeiras
introduziu no salão passos de capoeira
grudou no nego de jeito
e rodou
feito hélice de helicóptero em forma de baiana

enquanto as mãos do criolo
malandramente acariciavam sua cintura
mapeando o perímetro
puxando o corpo da moça pra junto

entre suspiros foi dizer
existe algo entre nós
que me toca à alma
faz mexer
um crime
seu corpo é arma na horizontal
engatilhado
pecado
anti-cerebral

no centro do salão
sob a luz dos holofotes
os dois encaixados
e as pessoas em volta
se fundiram
tornaram-se um cenário
sem semblante
meros figurantes
da paixão que surgiu
no molejo mais puro
do afronegrodobrasil.

Marco Cardoso
Enviado por Marco Cardoso em 09/07/2006
Código do texto: T190572
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Cardoso
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil
1601 textos (34630 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:19)
Marco Cardoso