Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Do Brando

De brando, quero vários
amores,porém, nunca avulsos,
mais sempre contentes
de mãos dadas com seu ardor.

Longe que fui -
fui longe demais -
rodei, como um cáustico,
a volúpia de seu corpo,
enfebrando a regência
dos sempre queridos.

Sou parte daqui
meia parte de lá,
dono de seu mundo
onde dormem as luzes
e as ricas estrelas
fazendo sonhos queridos.

Esplendor posso dar,
a força que rege o mundo
também;
só não posso, mais uma vez,
vestido de branco-além,
mais uma vez,
ver você fugir
prá tão longe
longe assim,
uma légua de caminho
de cem passos.

Vem, te espero,
vem ser amor
de nós dois,
pérolas do encanto
azul, branco ou verde,
dono de todas as cores.

Vida que passa,
vida que fica.
Dê as mãos e seja rainha
prá vida toda
da minha dor,
do meu sorriso,
da minha ânsia de
ser sol da alegria,
no seu corpo escorrido
de estrelas mágicas
sempre guardado
por sentinelas
do amor eterno.

José Kappel
Enviado por José Kappel em 10/07/2006
Código do texto: T191012
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:10)
José Kappel