Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0300 - Meu jeito

Não temo em esconder meu sorriso em alguma lágrima,
já me perdi outras tantas vezes,
senti-me sozinho sem um abraço,
acabo de nascer, mais outras tantas irei morrer.

Meus passos foram enormes depois de ti,
os sonhos devem ser maiores que a realidade,
as madrugadas devem ser mais quentes que o sol,
para que as paixões superem os calores dos corpos.

Tenho longos caminhos a percorrer,
alguns vazios me fazem ir até perto da loucura,
nesta hora posso afirmar qualquer coisa,
até que te amarei mais hoje que depois.

Preciso de todos os terremotos, dos vulcões,
das partes quentes e frias que nos geram sentimentos,
gosto de provocar revoluções no teu corpo,
quando menos espero sou eu a vítima deste querer.

Quando posso, retiro o sorriso e te entrego,
molho teus desejos com meus líquidos de tesão,
lambuzo tua alma com meu melhor carinho;
solto, adormeço em teu colo aquecido.

25/05/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 23/05/2005
Código do texto: T19135
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:44)
Caio Lucas