Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Relva Úmida

A relva úmida
margeia a madrugada,
e tonteia os pássaros
com seu esplendor.

É minha manhã
de falsa prosperidade!

Vivo, cada momento nos córrego de águas
junto às sentinelas que se aventuram
no mais fundo dos espíritos.

Senão, onde vivo?

Lá está meu passado,
que o tempo comeu,
e não deixou nem rastros,
ficou entre achados e perdidos.

Nasci junto aos campos floridos,
vivi nas planícies de sol,
ou encostado às bordas
de qualquer montanha sonolenta.

Mas minha vida onde está?

Minha vida?
Corro atrás dela?
Corro atrás de nada?
Corro atrás do passado,
que o tempo comeu!

Minha vida, se achei,
se foi.

E nisso tudo, pergunto
ao mestre do tempo:
onde?
Onde foi?

Para minha outra dor?
Viver outro tempo de agonia,
no amparo dos esquecidos?
José Kappel
Enviado por José Kappel em 11/07/2006
Código do texto: T191617
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26786 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:34)
José Kappel