Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ODE

cego bardo, sigo a sina
de trovar à bela-dona
longe, impalpável e nua

que é diáfano seu sorriso
de vestal
com enlevos da menina:

- ó, meus olhos ilumina
e mina sede letal
nos arroios da mulher!

(segue, bardo, cega sina!)

2006, 04 Jul
Andrei Portugal
Enviado por Andrei Portugal em 12/07/2006
Reeditado em 16/07/2006
Código do texto: T192207

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrei Portugal - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andreiportugal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrei Portugal
Fortaleza - Ceará - Brasil, 41 anos
49 textos (3962 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:12)
Andrei Portugal