Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Semeadura

Ando plantando em vão.
Há um vão onde as sementes caem...
E perdem-se!...

Continuo a semeadura.
Quem sabe, entre os milhares de sementes lançados,
ao menos uma semente não cai no abismo,
no vácuo;
ao menos uma, ao sopro do Espírito,
desvia-se da vala comum onde jazem meus esforços,
e germina, floresce, frutifica, gratifica e satisfaz minha sede, minha fome,
o meu desejo imenso desse amor que não nasce, que não renasce?...

Mais dura que a terra, sou eu, que não me rendo!
A Esperança já se cansou.
Mais forte que a Esperança, sou eu, que não me canso.

Mais perto está o inferno, onde não danço.
Mais longe está o céu, e alcanço!

Tenho palavras.
Planto-as...
Euna Britto de Oliveira
Enviado por Euna Britto de Oliveira em 12/07/2006
Código do texto: T192554
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Euna Britto de Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
995 textos (34688 leituras)
6 áudios (364 audições)
12 e-livros (692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:22)
Euna Britto de Oliveira