Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Faço a Festa

Longe do esplendor do sol,
cabisbaixo diante de tanta luz,
oneroso de tanta grandiosidade,
pérgulo, sem sombra,oviso,
sem ramos de brilhos,
sem luas tímidas a remoer
o sol de grandezas, fico eu,
olhando o início e o fim das coisas
que não tem a mínima carência,
nem para o céu, nem para a terra.

Para mim, porém,
escravo do tempo e das coisas,
que fazem a mágica se remediar,
parar e se transformar,
hoje é meu dia de festa.

E se faço a festa, trago o bolo.

E se há luz neste borborinho
de maravilhas,
me sinto atonteado
por estar vivo e compreender
que cada pedaço do que vejo,
é um pedaço de mim.

Mas é a vida e a morte que se aproximam !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 13/07/2006
Código do texto: T192926
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26779 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:03)
José Kappel