Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Parente do Próximo

Sou parente do próximo
vizinho do amigo,
sentinela da chuva,
perdoeiro dos inimigos.

Me faço andar
pelas pedras rústicas,
coloridas, mas dolosas,
mas,fico bem,
no ocaso do temor.

Se ainda me queres
não o tente:
o caminho é longo
e você perde o início
que nunca teve fim
e o fim que acabou
tão de repente.

Perde o tempo gasto,
o pêndulo da paz,
a comodidade da luz,
perde a coragem
e ganha fraquezas.

Se me queres,
manda me chamar:
estou no parque
do adeus.
Se me queres,
manda me chamar
estou
na cadeira fogosa
dos sem-amores

Lugar pleno
onde bate o inverno
e o sol não se divide
em dois.

É prá lá,
prá lá de mais longe,
no antro sem
luz,
perto da morada das fadas,
das árvores,
dos caminhos,
dos sozinhos.
dos banidos, que acabam
morrendo sem ninguém
escutar!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 13/07/2006
Código do texto: T192933
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:09)
José Kappel