Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0302 - Lembranças tuas

Deveria chora pela ausência,
mas não estou triste,
indignado talvez,
se vieres, bem, se não...
 
Esqueceste um pedaço,
outro amargo e um doce,
estranha mistura fizeste,
virei um lixo,
revirei tudo do avesso.
 
Deixa que teu sexo me acuse,
fui estúpido, gostoso,
entrei sem dizer nada...
Estranho... partiste sem adeus.
 
Não voltes,
por enquanto não voltes,
deixa que preencho meus dias...
As noites?
Cansei de sonhar.
 
Lembras depois dos êxtases,
somos plural na cama,
pernas, braços, tudo múltiplo...
Nossos gozos? Triplos...
 
26/05/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 24/05/2005
Código do texto: T19323
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116253 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:14)
Caio Lucas