Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0303 - Meu querer de amar

Não te amo! Poderia afirmar
também que a rosa não é flor,
que meus dias só têm noites,
que o fogo nasce em geleiras,
que todos os segredos são falsos,
até que o coração meu já não é teu.
 
Não sei amar uma mulher invisível,
sem meus toques,
provocando o perfume que exala da pele,
sem um quarto à meia-luz
e todo o brilho refletindo nos corpos.
Como saber se teu gosto continua meu
misturado ao sabor que deixei no teu?
 
Voltarei outro dia, talvez à tarde,
não sei como, nem onde,
voltarei sim, porque me chamas,
sem um som de voz,
teu corpo quer e reluta a maneira,
talvez o orgulho, por que não?
Sei te amar assim, como gostas, como eu.
 
Anotei todos os senãos,
também que nem sou teu,
chequei tão perto que te assustei,
meu peito provoca os teus gritos,
não te quero de volta hoje,
falas aos teus olhos que é para sempre,
meu sonho é amar, não este te querer louco!

27/05/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 24/05/2005
Código do texto: T19324
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116244 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:34)
Caio Lucas