Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANÇÃO INVENTADA

Invente uma canção onde eu dance
Com a fúria dos amantes
Com a fome dos tratantes
Que me cale e adormeça...

Construa uma escada onde eu suba
Com a pressa dos pintores
Com o clímax das dores
Que me espalhe e me pereça...

Invente a construção
Onde eu caiba e nada falte
Construa a invenção
Onde eu falte e nada caiba...

E me reste uma canção assoviada
Simples e descomprometida
Para o prédio construido
Para a alma inventada...

Barro, ferro, argamassa,
Onde se construa a nova lua
E a doce madrugada...

Onde o que foi inventado
Seja apenas estrutura
De um simples coração
Em que se anule o pecado
E se instaure a loucura
E que o amor cure a razão.


Preto Moreno
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 13/07/2006
Reeditado em 13/07/2006
Código do texto: T193329

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6777 textos (102520 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:36)