Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TERMÔMETRO

Euna Britto de Oliveira



Palavras frouxas escapam-lhe da boca...
Sua força é pouca.
O arrastão da vida carreia a humanidade inteira
em direção a Vega...
Cada um vai até certo ponto.
Coloco a mão na testa
e a temperatura do lado de fora dos pensamentos
é morna, quebrada a frieza...
Francamente,
é tão pequena a diferença entre
um morno e um morto!
Só a pequena diferença de temperatura
faz a grande diferença!...
Respirar, movimentar-me...
Penhoradamente, agradeço.
Enquanto puder, permaneço.
Também sou de papel – fotos e relatos.
Essa minha parte poderá sobreviver-me...
O que há de mais denso do que as trevas?
Deus é Luz e me produz a cada instante!
E eu reproduzo Deus...
Será que eu disse uma blasfêmia, meu Deus?
A formosura se escora em faces tão passageiras,
que a vida, mesmo completa, deve ser quase ligeira!...
Euna Britto de Oliveira
Enviado por Euna Britto de Oliveira em 14/07/2006
Código do texto: T193642
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Euna Britto de Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
995 textos (34677 leituras)
6 áudios (364 audições)
12 e-livros (692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:27)
Euna Britto de Oliveira