Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dia Simples

Hoje, logo hoje,
é dia simples
como uma bandeira,
árduo igual ao ácido
cansado igual a um enterro
infeliz e parecido como
um copo vazio.

Isto sou eu, hoje,
rodeado de velas da morte !

Nada refaz o retrato,
diluiu-se com o tempo,
tornou-se papel bem comum,
um espeho sem imagem
bem de fato !

Hoje é dia de festa no
céu,
chega por lá uma nova
rainha !

Chega no Portal dos Helenos,
bem perto do sol das
Ciclades,
ondem descasam
Éfeso e Heleno.

Lá, bem longe,
perto do fim do mundo!

Bela e bondosa,
feliz, e mulher das
macieiras, sempre banhada
pelos áticos! Se foi!

Chega meio adormecida,
castigada pela viagem,
atroz e carregada
de etéreo, na costa de
Anatólia!

Mas chega.
Se hoje não é dia dos mortos
é dia da morte dela,
que bálticos tenazes
resolveram levar.

Mas logo agora!
Mãos de Zeus e Acácios
brutalizaram sua vida!

Mataram minha jovem
querida.
Morreu alguém de mim.

Triste já é,
é algoz e perfurante!

Hoje falta alguém no mundo!

Hoje falta alguém que me
chamava de querido.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 14/07/2006
Código do texto: T193673
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26789 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:00)
José Kappel