Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Senhor das Terras

Seu caminho de
várias horas,
começa no meu amanhecer,
penetra em meu corpo;
primeiro o suaviza,
depois o amena com
pétulas de suas flores,
que cativam até o mais severo
rei.

Entendo cada gesto seu:
ele é símbolo de todo início;
bandeira que atiça ao
vento e dobra meu corpo
em terna querência,
de querer e não poder,
de poder e não
achar o caminho.

Sou homem de várias
horas
sendo, a maioria,
envolvida em seus minutos
que atiçam seu corpo
de ardência pelo amor,
fruto de paixões,
que foram e vieram
mas nunca chegaram.

Se falo assim, me perdoe,
sou franzino nas palavras,
mas, atiço, quando se fala
em seu nome e em seu amor
sob o manto de estrelas
carentes.

Esse você é o amor
então se aproxime:
sente-se e se mescle
em raio de sol,
que vem apaziguar
minhas dores
e me tornar mais
mais rei do que sou.

Vem, e plaina os meus campos,
adorna os casebres com seus
olhos mitigados de amor,
e me torna senhor das terras,
dono de nenhuma solidão.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 14/07/2006
Código do texto: T193675
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26780 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:24)
José Kappel