Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Divagando...

A madrugada, silenciosa, envolve-me com seu aroma.
Embala meus pensamentos com cuidado
Convidando-me a mergulhar em seu espaço sem fronteira
Permito-me ir, e em meus devaneios reconheço o sintoma
O coração, mesmo feliz, encontra-se agitado
Estabanado, como se tudo fosse alegre brincadeira

No escritório, livros, laudas, alguns folhetos
Dão ao cenário um toque de seriedade
Enquanto a alegria se mistura na saudade
Como se num retrato branco e preto
Onde o tempo exerceu sua influência
Eternizando assim, neste momento, experiência

Meu pensamento, farto de entendimento
Entrega-se aos cuidados de cada emoção
Buscando, por segundos, se afastar da realidade
A vida é bem mais que sentimento
Mais que compromisso e razão
É um pulsar solene rumo à eternidade.

Desligo o micro, fecho as pastas, recolho os papéis
Minha mesa acolhe a pouca ordem que estabeleço
Dirijo-me até a janela, aspiro o aroma da madrugada
Observo a escuridão, as estrelas brilhando, fiéis
Aguardando a chegada do dia, como olhos que brilham travessos
Como meus sonhos, a espera do que a vida me guarda

E nesse silencio sugestivo, me lembro de você
Sua imagem sai de minha memória e ganha vida
Enriquecida pelo perfil que aos poucos construí
Meu escritório de repente se ilumina
Não posso deixar de sorrir ao intuir sua presença querida
Então, só então, me afasto e vou dormir.


 

Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 24/05/2005
Reeditado em 05/01/2006
Código do texto: T19420
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215200 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:03)
Priscila de Loureiro Coelho