Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cala tua voz, engole o teu grito


Quem não compreende
a linguagem do coração
não deveria aventurar-se
a falar de amor.

Agora é o fim deste mundo
para você alma de mulher
insensível e cruel.

Essa é a mensagem
do silêncio da manhã.
Essa é a mensagem.

Vai, pega tua trouxa,
tua mochila e volta
de uma vez para casa.

Te esconda na escuridão
e jamais deixe
tua cabeça erguer-se
outra vez.

Jardins e recantos
são para anjos alados,
e não para aves que grasnam
somente dor e escuridão.

Cala tua voz e engole o teu grito.
É esse teu castigo, sem perdão.
Ficar em silêncio sepulcral
para não ferir mais ninguém,
E nem mais a ti, fazer mal.
Maria
Enviado por Maria em 15/07/2006
Código do texto: T194454
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4552 textos (185982 leituras)
1 e-livros (103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:11)
Maria

Site do Escritor