Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TU ME CHAMASTE


Ajoelhei-me na areia nua
De braços abertos para lua,
A trança cobrindo o bico do seio
E tu me chamaste de sereia.


Acariciaste meus cabelos
Retirando a trança do seio,
E com olhos de entendido em arte
Tu me chamaste de Vênus.


Cobriste minha nudez com folhas
De carícias ardorosas
E ao exalar meu perfume
Tu me chamaste de rosa.


Tua boca tinha fome
De outra boca, a minha,
E no encontro das línguas
Tu me chamaste de amada.


O beijo veio quente, úmido
Como a terra em cio primaveril
Que deixa no ar um gostoso calor,
Então eu te chamei de meu amor.

15/07/06.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 15/07/2006
Código do texto: T194871

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343250 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:35)
Maria Hilda de Jesus Alão