Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tolice dos Desalmados

Fuga de mim mesmo,
já estou treinado,
fuga das horas,
passo rápido pelos dias,
tentando não ser meio-reinado.

Fuga de minhas coisas
que se perderam com o tempo;
lembranças tardias,
bondes sem trilhos
sempre em tardes chuvosas.

Hoje, fujo de mim mesmo,
me escondo entre o início
e o fim - ardendo -
- como se fossem duas paredes -
e sem nenhum sentido:
de qualquer maneira acabo
perdendo.

A verdadeira fuga só retrai o interior,
e o joga para o dia seguinte
onde homem nenhuma
marca os dias.

Hoje, relapso no andar,
descuidado ao vestir,
trôpego de andar
pois a a idade me cravejou
de drogarias.

Procuro esquecer o que fui
e, mais ainda, o que deixei de
ser.

Tolice dos desamados!

Se o destino quis assim,
quis assim!
Mas sei,bem sei, que este destino,
não foi pra mim!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 16/07/2006
Código do texto: T195131
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26787 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:53)
José Kappel