Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Par de Estrelas

Louco que faz louco,
grito que gera dor,
dor que me assume.

Tempos difíceis
estes de amar,
e correr atrelado
a este amor,
que de aventuras
comigo,
não quer nem pensar.

Faz tempo,
esta danada de ausência
que rompe os dias
e coroa de perdas nas
minhas falsas horas de vintém,
e me agride como
se eu fosse folhagem
seca.

Sou fraco porque
sou partitura
inacabada.

Mas não é o bastante,
só quero de seu consolo
coberturas de caramelos
com sabor de quinze anos.


Porque sou desdém
do meio-dia;
marco horas
na vida
e nem sei quem é ela.

E me dissipo
na escuridão.
Se quiser chamar um nome
chame então Homem de Lá,
pois ele está bem no fundo
de algum
poço sonolento de
musgos.

Chame e me apanhe
e me leve pro fim de seu mundo.

Mesmo que não haja portas,
sempre há uma retina
de ser rei,
e você formar comigo
meu par de estrelas.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 17/07/2006
Código do texto: T195623
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26782 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 03:57)
José Kappel