Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ah,se eu soubesse...

Ah, se eu soubesse...

Ah, se eu soubesse que a vida  me colocaria em suas mãos e me faria submissa a suas vontades e desejos.

Ah, se eu soubesse que o medo em alguns momentos me tornaria por diversas  vezes segura e imbatível.

Ah, se eu realmente soubesse que o destino não é um livro escrito com um final feliz e que minhas páginas nem sempre são construídas por mim.

Ah, se eu soubesse que o ciúme me revelaria  uma pessoa e egoísta e possessiva.

Ah, Se eu soubesse que muitas vezes é preciso perder um centímetro, para poder ganhar um metro.

Ah, se eu soubesse que minhas mãos nem sempre alcançam meus ideais.

Ah, se eu soubesse que aceitar o outro com suas qualidades e defeitos, também é uma forma de amar,

Ah, se eu soubesse que sorrir quando se está triste melhoraria o meu ânimo.

Ah, se eu soubesse que paixão um dia passa e que o amor não verdadeiro também.

Ah, se eu soubesse que sempre vamos precisar do outro para ser feliz, para amar e viver.

Ah, se eu soubesse que nem sempre sou capaz e que não terei todas as respostas e que minhas vontades nem sempre vão ser satisfeitas.

Ah, se eu soubesse que até as pedras mudam de lugar e que não posso permanecer imóvel a uma situação que me incomoda.

Ah, seu eu fosse sábio o suficiente, talvez eu soubesse que amar é o complemento do ser humano. É o que nos torna capazes de quase tudo.

Ah, se eu soubesse que devemos valorizar quem está ao nosso lado, que elogiar às vezes é preciso e que isso não é tão ruim de fazer.

Ah, se eu soubesse que admitir meus erros me faria entender que eu também posso errar, até mesmo quando eu acredito estar certa.

Ah, se eu soubesse que chorar de saudade faz parte da nossa bagagem sentimental e que não devemos tentar interromper esse momento.

Ah, se eu soubesse que eu existo porque um amor maior me criou, talvez eu entendesse que sou o ser mais amado do mundo.

A verdade é que se soubéssemos de tudo, a  vida seria uma página completa e não teríamos mais o que viver; a vida não teria graça, porque não haveria descobertas. Afinal, viver é descobrir a cada passo tudo o que não sabemos, tudo o que não entendemos. E quem sabe um dia, seremos capazes de, finalmente, compreendermos a mente humana e até mesmo o nosso próprio coração.



Ana Clea Bezerra de Abreu
Enviado por Ana Clea Bezerra de Abreu em 17/07/2006
Reeditado em 17/07/2006
Código do texto: T195833
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Clea Bezerra de Abreu
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 39 anos
49 textos (3783 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:31)
Ana Clea Bezerra de Abreu