Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

S.O.S

Sou,só,saudades!
Ligada a um resto de esperança...
Sentada à beira de uma estrada,
Onde a poeira do passado turva o caminho,
Impregnando-me de tristeza,
E que parece levar a lugar nenhum.

Tal qual!
A paisagem que adorna essa estrada;
Compõe-me a saudade!
Às margens dessa via-sacra.
No martírio atormenta-me a ilusão
De ver-te passar por mim...

Remoinhando,
Sinto hauri-se de mim a esperança.
Então, vou deixando-me à beira dessa estrada.
Saudade - Caminho que parece não ter fim.
S.O.S
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Enviado por Cláudia Célia Lima do Nascimento em 17/07/2006
Reeditado em 21/07/2006
Código do texto: T195878

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Luziânia - Goiás - Brasil, 51 anos
476 textos (16061 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:07)
Cláudia Célia Lima do Nascimento