Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS PRIMEIRAS CHUVAS DE OUTONO

O sono não veio,
a tarde parou,
o céu se abrumou
e o calor aumentou.

O vento passou,
animou as acácias,
as folhas soltas
acordaram
e bailam no chão.

Uma borboleta
dança no ar
sobre os lírios amarelos
e num instante pousa,
cerrando asas.

A chuva chegou,
uma gota,
outra e mais outra
descem do telhado.

Não estou em mim,
estou no vento
que se move,
na borboleta que se foi
e no som da chuva
que rega os lírios amarelos.



José Luongo da Silveira
Enviado por José Luongo da Silveira em 17/07/2006
Código do texto: T196124
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Luongo da Silveira
Santa Maria - Rio Grande do Sul - Brasil
78 textos (1180 leituras)
1 e-livros (50 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:37)
José Luongo da Silveira