Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SILENCIO

noite cai feito um cobertor no inverno
nem  neve cobre tanto
prisioneiros do subsolo
ponte caída em São Francisco
silencio abaixo de todas as pontes caídas
nas cavernas da exploração do ganho
minas que suprem o imperialismo do risco
sabem do silencio da solidão
mas do silencio não
sem questão
prisão do silencio interno
entre a esperança e a resposta
surdo natural não exemplifica
a clausura
alem das garras da loucura
que silencio e’ este então?
vazio sem espanto
entrega de criança ao colo
sem opção pela fala
poço sem tamanho
gemido primal sem dor das feridas
atrás das estrelas
antes do sol
nem brilhos e nem centelhas
antes da mente inicial
quando ainda não era evolução
silencio sem ação
arte e ciência inascidas
religião sem dom de cura
nenhuma censura
nada
tudo cala tanto
o silencio deste pranto
primevo manto
dentro de nos em segredo
pai do nosso animal medo

.eugenio malta

Eugenio Malta
Enviado por Eugenio Malta em 18/07/2006
Reeditado em 18/07/2006
Código do texto: T196852
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eugenio Malta
Estados Unidos, 71 anos
196 textos (6217 leituras)
16 áudios (1255 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:33)
Eugenio Malta