Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A falta que o riso faz

A falta que o riso faz
=================ErdoBastos

Sentir me faltar o riso,
é hoje a pior conseqüência
de haver perdido o juízo
e invadido tua adolescência.

Foi um destes atos insanos
que se comete na vida,
depois de viver muitos anos
e da juventude perdida.

Foi um passo mal calculado.
um salto dado sem rede.
Mas  estava deslumbrado
e bebi com muita sede.

E como por um milagre,
ao te encontrar no caminho
o que antes era vinagre
transformou-se em fino vinho.

Fiquei rico de repente!
Senti-me um iluminado.
Pensei que dali pra frente
Ver-me-ia compensado

Por uma vida de luta,
por tantos anos vividos,
pela felicidade curta
e pelo sono perdido.

Contrariamos a natureza,
desafiamos  a vida
contra a força da correnteza
por uma causa perdida.

Não sei se faltou força ou sorte,
não encontro explicação.
Sinto o frio e a sombra da morte
invadindo-me o coração.

Tenho gosto de sangue na boca
e suor contínuo nas mãos.
Ódio, ciúme, e uma inveja louca
que me levam por desvãos.

Não durmo e nem me alimento,
todo o tempo fumo e penso.
Minha vida voltou ao tormento.
Me sinto cansado e tenso.

Tu segues, a passo de ganso
amando e sendo amada.
Enquanto que eu me lanço
desta vida desgraçada.

Que me deu e me tirou
numa sádica seqüência.
Tudo o que me sobrou
não vale a minha existência.

Eu  sigo, sereno e tranqüilo,
por onde o Senhor me mandar.
Parto levando, em sigilo,
um último beijo e um último olhar.

Da mulher que amei na vida
Como ao amo,  um samurai.
Que perdendo seu amo, suicida.
Seppuko!! Grita e cai...

Vai navegar no mar da morte,
com as velas infladas de vento.
Pra isso, não requer sorte
Lá, venta todo momento...






















ErdoBastos
Enviado por ErdoBastos em 19/07/2006
Código do texto: T196999

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ErdoBastos
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
789 textos (36905 leituras)
2 áudios (124 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:50)
ErdoBastos