Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PROVÉRBIOS -

lisieux

( Baseado na explicação de Marcelino Costa sobre o seu poema: "Os 4 mandamentos")

1 - Quando criança, acredita:
Todos, absolutamente todos
os teus sonhos, serão possíveis...
Nenhum deles há de se perder
nas curvas do caminho.
Segue, no solstício,
em busca dos teus limites
busca, portanto, nada menos
que o impossível.

2 - Quando adolescente, crê:
Mesmo que batas a cabeça,
que estejas à toda hora
a quebrá-la contra muralhas intransponíveis,
os teus progenitores,
tal qual anjos protetores
atrás, ou diante de ti estarão,
a guiar-te os passos.

3 - Durante a tua mocidade, percebe:
É imprescindível que traces
os caminhos através dos quais tu andarás.
Prepara a tua bagagem,
que as estradas da vida são longas e áridas...
Constrói pois, o teu aprisco,
onde possas descansar ao fim da jornada.

4 - Durante a tua juventude, lembra-te:
De nada te valerá te manteres fiel
a todos os teus ideais
se, por um único dia, te deixares encantar
pela serpente das paixões mundanas,
se permitires que os teus olhos
se deslumbrem pelo luxo, pela mentira e pela vaidade.

5 - Na idade adulta, atenta:
Constrói uma família sólida,
base feita de rochas,
a fim de resistir às intempéries.
Foge das malhas do mundo,
das falácias dos inimigos,
das conquistas levianas,
de todas as falsas promessas...
Dentro de um vaso precioso,
guarda as tuas jóias, teus tesouros,
contra todos os ataques do destino.

6 - Durante a tua maturidade, pára e observa:
Não te deixes enganar por falsos cargueiros,
por navegações que parecem ser capazes
de abarcar todos os teus sonhos.
Lembra-te de que as imagens (de alabastro ou não)
são frágeis... têm pés de barro...
E que ao longe, no horizonte,
todos os barcos parecem gôndolas.

7 - Quando chegar a velhice, estejas certo:
É chegada a hora de atravessares a ponte
entre ti e o teu criador.
As fendas que cobriste, com cuidado,
durante toda a vida,
transformar-se-ão nesta ponte,
sólida e inabalável...
Garantia de acesso à morada do Pai.

8 - Finalmente, lembra-te:
Todo aquele que passa pela vida apegado a coisas vãs
e curvado diante de falsos deuses
tem sobre sua cabeça
uma espada desembainhada
que pode cair a qualquer momento
decapitando todos os sonhos
e tornando inútil toda a caminhada.

BH - 09.09.03
lisieux
Enviado por lisieux em 25/05/2005
Código do texto: T19720
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:31)
lisieux