Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não Sou Poeta.

Não Sou Poeta.
(Sávio Assad)
 
Sou o reflexo desse espelho que me olha insistente
Me remetendo a sonhos impossíveis e medonhos
Roubando minha alma serena e cansada dessa vida
Que procura só um leito, onde possa descansar em paz.
 
Sou a razão perdida no fundo de um poço, profundo
Onde me espelha riscos claros sem piedade, nem dó
Me levando a loucura ao olhar minha outra face, ora
Triste, ora sorrindo num surto inconstante e calmo.
 
Sou a perdição dos pensamentos pecaminosos e cruéis
Sozinho, olhando meus olhos medonhos e com medo
Anestesiado por um segundo de lucidez instantânea
Calado, sereno, triste, zangado, alegre e mortal.
 
Sou o reflexo desse espelho, onde me encontro nos
Momentos de aflição, desvendando realidades reais,
Mentiras leais e fugindo de mim mesmo loucamente.
Sou a realidade crua, sinistra, perpétua e perigosa.
Niterói - RJ - 18/07/2006
Sávio Assad
Enviado por Sávio Assad em 19/07/2006
Reeditado em 19/07/2006
Código do texto: T197203
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sávio Assad
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
419 textos (26694 leituras)
19 áudios (1373 audições)
4 e-livros (106 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:44)
Sávio Assad