Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Engano dos sentidos

Passeava por entre as arvores do jardim,
Numa linda tarde enluarada,
Quando você veio flutuando ao meu encontro.

Seu sorriso estava mais radiante.
Sua voz, nunca a ouvi tão doce.
Seus olhos tinham um brilho diferente,
E tudo dizia que você me amava.

Após um longo passeio,
Paramos debaixo de uma árvore
E daí saiu um longo e demorado beijo.

Mas qual foi minha surpresa
Quando um amigo me chamou pelo nome!
Achou que estivesse louco,
Pois eu beijava simplesmente o caule de uma árvore.

Fiquei confuso, confesso.
Como pôde ter desaparecido dessa forma?
Agora, claramente, sei o que aconteceu:
Meus sentidos me enganaram.

Mas como terei certeza de que estarei a seu lado?
Como saberei se não será miragem?
Como provará que é de fato a mulher que amo?
Pois já não mais confio em meus sentidos.

Por causa de um amor
Vi, ouvi e senti o que nao existia
Passei por louco e por sonhador
E não mais confio em meus sentidos.
BJ Duarte
Enviado por BJ Duarte em 19/07/2006
Reeditado em 21/07/2006
Código do texto: T197567
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BJ Duarte
São Gabriel do Oeste - Mato Grosso do Sul - Brasil, 49 anos
69 textos (101929 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:31)
BJ Duarte