Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACASALAMENTO

lisieux

Abelha,
neste céu de outono,
elevo-me asas,
faço-me desejo,
arrebento-me em zumzuns
no ar de abril...

Pinto-me violetas,
néctar, pólen...
adoço-me mel,
amargo-me própolis,
enlaço-te colméia...

Depois do amor,
rainha, mato-te.

Volto a ser
operária,
derreto-me
cera.

lisieux
BH - 07.03.04
lisieux
Enviado por lisieux em 26/05/2005
Código do texto: T19784
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 21:50)
lisieux