Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão

Quando a saudade invade meu peito
Não tem outro jeito o remédio é cantar
Cantando o coração alegro feito uma
Criança deixo de chorar.

Se a saudade é bandida fruto de uma paixão
Vou te procurar nas ruas, nos bares da esquina,
Em qualuer lugar, chorando grito baixinho
Ô linda menina onde você está.

Se de tudo eu não te encontrar olho para o céu
Peço ao criador meu sonho, meu amor de volta,
Sem dor, sem revolta, ao meu coração.

Solidão malvada peço me deixe em paz, afasta
Abra um espaço, deixe o coração livre para o amor entrar.
Solidão malvada dói feito uma pancada, me faz sofredor...
Me deixa maluco, atira contra a parede todo meu amor
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 20/07/2006
Reeditado em 20/07/2006
Código do texto: T197845
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79558 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 13:03)
R J Cardoso