Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ADIVINHAR-TE

Para Deusa, minha musa.

Eu queria no vasto mar
Encontrar as ondas meigas
Sob o silencioso luar
E no alto-mar seguir teu sonho.

Conheço os teus silêncios
Que recendem as palavras
E os abraços que partem
Para reunir duas almas.

Liberto esse sedento olhar
De futuros anseios e saudades.
Amor, esse horizonte é teu lar:
Não há igual noutro mundo.

Vivo a procurar-te, Amada,
Em cada beijo dado, doado,
Em cada idéia que de ti me faço.
Adivinhar-te, para lembrar-te:

Eternamente.

© Jean-Pierre Barakat, 25.05.2005
Jean Pierre Barakat
Enviado por Jean Pierre Barakat em 26/05/2005
Código do texto: T19809
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jean Pierre Barakat
Fortaleza - Ceará - Brasil, 53 anos
111 textos (4960 leituras)
1 e-livros (96 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:15)
Jean Pierre Barakat