Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRECE

Sou luz em densa treva,
Sou sussurro de perdão
Sou voz de vento calmo,
Placidez das águas claras.

Sou o balanço do mar,
Ondas feitas d’esperança,
Sou mãe da calmaria
Depois da imensa borrasca.

Sou o fulgor no horizonte,
Dum raio de sol escondido,
Atrás de nuvens de tristeza.
Sou um riso cristalino

No silencioso deserto,
Do mortal aprisionado
Nas masmorras da culpa,
Sou a porta de saída.

Sou pedra no caminho
Obrigando a desviar,
Os distraídos, na estrada,
Da beira do precipício.

Desafivelo as máscaras
Ao terminar a comédia,
Exponho a verdade nua
No palco da realidade.

Sou liberdade não comprável,
Moeda de imensurável valor,
Declaração de puro amor
Feita diante dum altar.

Sou o fruto duma árvore
Plantada nos corações
Carecendo da rega da fé,
Sou a prece... Sim, senhor!

26/05/05.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 26/05/2005
Código do texto: T19814

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343147 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:48)
Maria Hilda de Jesus Alão