Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ai verde caminho



Ai verde caminho, de tanta noite escura.
Ainda tanta chama que arde prenhe de dor.

Deste cadáver de que se fez a alma,
tanto facho ainda há-de nascer.

Tanto viço nestas pedras,
tanta água há-de o rio correr.

Que me não esqueça este sol drogador.
Esta luz tão pura que me ensina a ti o meu caminho.

Deixa-me assim verde na flor da chama,
correndo-me os braços para os teus,
tão verdes também de tão breve esperança.
Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 20/07/2006
Código do texto: T198289
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 14:07)
Constantino Mendes Alves