Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESEMPREGO

Eu sei da agonia
De quem não tem um emprego
Os meus olhos só viam
A dor, a angustia, o medo

O aperto dentro do peito
Sozinho na multidão
O choro, um sonho desfeito
Sua vida na contra mão

O dia fica extenso
A noite nunca acaba
O homem fica propenso
A revolta, a impotência, a mágoa

Precisa ser muito forte
Ter força no criador
Do mundo é o suporte
A família, um Deus, o amor!
Gilberto Júnior
Enviado por Gilberto Júnior em 20/07/2006
Código do texto: T198300
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto Júnior
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 64 anos
70 textos (2898 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:13)
Gilberto Júnior