Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NO RASTRO DA VERTIGEM

Ah... Esses homens poetas
E suas vertentes desconformes...
Manhã de ontem
os vi
Estirados pelas quinas e alcovas
Eram alguns de tantos
Apalpando as pálpebras da palavra
- e nem vociferavam ai!...

Os vi
Sangrando pelas calçadas e guerras
Eram tantos de alguns
Que nem reclamavam vidas feridas
Paridas...

Manhã de hoje
Os vi
Estavam nus
Cabiam no torniquete da palavra...
Os vi
Estavam crus
Não teriam chance com fome...

Os vi
Estavam nu-crus
Não sabiam do destino do poema
E do beber o fel de suas
Próprias palavras...

Os vi
Estavam animálias agonizantes...
Não cabiam na boca alma
E nem nos ovários das flores
De fina estampa
Decerto se cabiam sofridos
Por entre letras
Corpos
Orquídeas
- e só!...
Benny Franklin
Enviado por Benny Franklin em 21/07/2006
Reeditado em 05/09/2006
Código do texto: T198821
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Benny Franklin
Belém - Pará - Brasil
34 textos (1231 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:02)
Benny Franklin