Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rio de Ternuras


Hoje,como um rio de ternura

a escorrer das mãos-emoção

abro todas as portas

navego na imensidão

dispo as máscaras

porque te reconheci

sempre te conheci

mesmo antes de te conhecer

antes de nos acontecer



do canto do meu espanto

me vi a ti correr

e dos meus olhos

atirei nuvens e estrelas

desenrolei um tapete

tecido de flores...



com um sorriso

tirei do peito um pássaro a cantar

deitei-o a voar

pousei-o no teto

com notas pincelando luzes

a enfeitar o paraíso luar...



deixei o sol entrar

pela tua janela aberta

descobrindo teu corpo nu

deixei-me entrar na tua vida

minha própria vida

satisfazendo os teus-meus desejos



Agora aqui estou a ouvir-sentir

a brisa da tuas suaves mãos

a canção desfolhada do existir

deste destino-rio de tantas ternuras

até o dia que já não mais existir

espaços largos para sonhar,amar

não mais a ti chegar

ou até quando você voltar

para as aventuras do mar .



21/07/06

Maria Thereza Neves
Enviado por Maria Thereza Neves em 21/07/2006
Código do texto: T198913
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Thereza Neves
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
3341 textos (90992 leituras)
6 e-livros (224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:15)
Maria Thereza Neves