Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Disfarce

Rosa Pena


Veja como te convém
o meu disfarce.
Como te dizer:
-Te amo
Se olhares mais além,
verás que não és
só mais alguém.
Minha boca chora
meu olhar implora.
Como pedir
que compres o meu passe,
se nem sou jogador?
E se ficássemos juntos,
certamente diminuiria o meu valor.
Convivência é sinônimo de desgaste.
Sem negociações e sem impasse.
Fico eu e meu disfarce.
Contorcida face. 


2003

Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 21/11/2004
Reeditado em 03/05/2010
Código do texto: T199
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2004. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
965 textos (1514676 leituras)
48 áudios (24789 audições)
33 e-livros (29346 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/05/17 13:26)
Rosa Pena

Site do Escritor