Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

M A R M O R T O

Água, muita água, muita mágoa
Do homem, que a beleza consome
Mar, muito mar, muito chamar
Ao homem, por que natureza não tem clone

Óleo, petróleo...plástico, fantástico
Espetáculo da destruição
Mar morto, exaurido, sem forças para sobreviver
Praias, areias infectadas,dos micróbios habitação

Água, muita água, muita mágoa
Da humanidade, que por maldade
Polui o que de graça recebeu
Desgraça...a ameaça que paira sobre a população

Quando a nação há de acordar
Para ainda poder ressuscitar
Um moribundo mar, que agonizante
Tenta ainda sobreviver

Mar, muito mar, muito chamar
Ao homem, por que natureza não tem clone

Denise
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 26/05/2005
Código do texto: T19923

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916762 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:44)
Denise Severgnini