Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FEL E MEL

FEL E MEL

Crônica de Lenya Terra®

 

Às vezes, em alguma altura, sentimos que a vida é um fardo duro de carregar, por nos depararmos e sermos obrigados a sentir e ver que pessoas que se denominam SERES, teem dose de elevada crueldade e egoísmo, chegando às raias da anomalidade. Na história, temos Hitler, Sadam Husseim, e não poderia de citar aqui a horrivel Messalina, etc. Se bem que até mesmo esses, conseguem ter, mesmo que distorcido, algum sentimento. Outros, nem sonham o que seja amor, amizade ou compaixão.

E veja que falo de pessoas, não sobre o mundo animal irracional, que muitas vezes para comer ou se defender, usa de artifícios da própria natureza para sobreviverem. Falo de ser racional com aparência humana, que supostamente como filhos de DEUS (mesmo que sejam ateus), tenham algum sentimento que não seja o do egocentrismo, ambição e maldade.

Felizmente, esses são minoria, e não perduram na história como um ser querido ou amado, pois mesmo morrendo, ainda são capazes de dizer: Falem bem ou mal, mas lembrem de mim. Triste, não?

Hoje compreendo porque pessoas assim, quando conseguem ter coragem para olharem pra dentro de si, choram ao perceberem o lamaçal que traz nas entranhas, e sentindo que por mais que façam, nunca conseguirão um naco de amor sincero, pois esses... Pisou-os um dia! Só sabem perceber o amargo veneno que lhe corre nas veias. Infelizmente, isso acontece raramente, e mesmo assim teimam em agir só dentro da bestialidade.

Por isso, rezem, pois para encontrar o diabo, não é preciso madrugar.

Enfim, existem seres assim, ainda bem que são poucos. ...Ainda bem, porque mesmo em pequena quantidade, estas aberrações já causam grandes estragos, imaginem se fossem mais amiúde?

E embora sejam cálices deste fel que muitas vezes somos obrigados a beber, Deus por alguma razão nos está abençoando com dias melhores, nos oferecendo outras compensações. Como o AMOR VERDADEIRO, por exemplo.

Fel, depois o mel, felizmente!

 

Fel rima com cruel..

Mas também o amor rima com céu...

 

Lenya Terra
 





 

Lenya Terra
Enviado por Lenya Terra em 22/07/2006
Código do texto: T199374

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autora: Lenya Terra). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lenya Terra
Rolândia - Paraná - Brasil
9 textos (385 leituras)
6 áudios (253 audições)
2 e-livros (69 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:52)
Lenya Terra