Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMAS CRISTALIZADOS

Poemas inacabados
são males guardados
dentro das gavetas do cérebro
trancados em humores calcificados.

- Às vezes fico doente
quero expelir a razão acumulada.

- Às vezes perco a razão
as palavras ficam encravadas
teimando em não se soltar.

- Às vezes sinto tristeza
há poemas presos
ameaçando invadir dias sombrios
como quem quer tirar a solidão
das amarras da angústia
das garras da depressão...

Os poemas se grudam em palavras
como árvores plantadas
em areias movediças
no meio dum seco deserto.

Mas as palavras se secam
no canto dos olhos
querendo soltar o poema
no silêncio sozinho da noite
como se o poema fosse
apenas um belo cristal
caído duma lágrima doce.


By@
Anna D'Castro
(D.A.Reservados)
do Livro REVELAÇÕES
Anna DCastro
Enviado por Anna DCastro em 23/07/2006
Reeditado em 08/07/2013
Código do texto: T199883
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna DCastro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
207 textos (10690 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:14)
Anna DCastro