Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esperança!

Um sorriso tímido,

Se insinua em meu rosto.

Prelúdio de felicidade,

Ou atalaia da desilusão?

Quiçá, só ilusão!

Não tem na verdade,

Resposta o meu coração.

E, sem dar vazão a razão,

Sigo com o olhar essa luz,

Que a mim seduz....

E conduz a terra dos sonhos.

Mariposa atraída pela chama,

Mesmo ciente do trágico fim.

Sem escolha de sorte,

Me atiro de braços abertos para a morte.

Pois a luminosidade enrradiada por um olhar distante,

Envolveu minha alma...

E perdida de amor,

Não penso em mais nada,

A não ser em teu sorriso sutil

Teu jeito gentil...

E cavalgo sem medo, limites,

Num desembestado galope,

De encontro a tua emoção,

Apelo de morte, teu canto...

Tens nas palavras o poder,

De desfazer o  meu pranto...

E nas linhas lanças minha...sorte?

Não, carma de uma existência,

Pois sinto que fomos unidos,

Num tempo e espaço,

Além das lembranças...

__Sonhos de minha alma criança!__

Mais aceito em destino,

O instinto sopra para mim,

Com já disse o poeta...

__“Solidão, fim de quem ama...”__


Sigo então na busca de ti,

Mesmo sabendo que é loucura te querer,

Pois nunca vou te ter!










Observadora
Enviado por Observadora em 23/07/2006
Reeditado em 27/07/2006
Código do texto: T199947
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Observadora
Salvador - Bahia - Brasil, 50 anos
487 textos (27392 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 13:00)
Observadora