Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU EU

Procurei em lugares
Que nem pude imaginar,
E perguntei a professores
Que não souberam me explicar.

Procurei prostitutas
Que não puderam me acalentar;
Indaguiei à alquimistas,
Que só souberam divagar.

Cansei-me então de procurar...

Cai em sortilégios,
E tudo foi de encantar.
Viajei por vários mundos,
Depois me pus a chorar.

Perguntei às ciganas,
Estudei até cabala,
Contratei várias bruxas,
E meditei sobre a mandala.

Cansei-me de indagar...

Desvendei a alquimia,
Segredos e bruxaria,
E tudo que neles havia;
Sem temor, eu insistia...

Dormindo em desvãos,
Procurei religiões,
Bispos, padres, pagãos...
Puras ilusões!

Cansei-me de desvendar...

Pesquisei sobre o universo,
E tudo que nele há;
No entanto só me espanto,
Pois respostas certas não há.

Pesquisei então o mundo,
Numa utopia sem par;
E de ir tão a fundo
Descobri que o mundo, pode acabar.

Cansei-me de pesquisar...


Morei com os anjos no paraíso,
Angelicais visões de minha vida,
Mas não achei a resposta disso,
Apenas, cicatrizei minha ferida.

Doei tudo que era meu,
Morando na rua ensanguentado,
E a ganância me doeu,
Fiquei desmoralizado.

Cansei-me então de chorar...

Quando o raio de sol me queimava,
E a pele ressecava,
Descobri que o amava,
Mas no entanto agonizava.

Destrui todas minhas escrituras,
Ninguém podia imaginar,
Que todas aquelas palavras
Podiam se queimar.

Cansei-me de aniqüilar...

Deitei-me sobre um pasto,
Onde sombra não havia,
E, no entanto, o meu dorso
Sobre o chão só doia.

Sonhei com um pouco d'água,
Para novamente sobreviver,
Doce, fresca, molhada...
Que apenas eu pudesse beber.

Cansei-me de sonhar...

Encontrei, então a resposta;
E pude me acalentar,
A morte ao meu pé estava,
E minha vida por findar.

Deitei-me em seu regaço
E pus-me a soluçar,
Descobri de certo modo
Que sempre pude te encontrar...

Deus, sempre soube te achar!!!



Borny
1995-c950411732
Bornnye
Enviado por Bornnye em 23/07/2006
Código do texto: T200099

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bornnye
Guarulhos - São Paulo - Brasil
7 textos (95 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:29)
Bornnye