Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Coração

Meu Coração

Com tanto amor declarado
já não posso mais fugir
da ânsia dos teus beijos e dos teus abraços,
como caracol enrolado, quero sentir teus abraços
para matar esta paixão
onde sucumbe o meu tesão.
Tesão imenso em querer-te
em todos os momentos nesta adorável
loucura, em que vivo meu dia a dia,
esperando tua boca na minha,
para sentir o gosto do teu beijo e pedir-te
que me beijes cada vez mais, para aplacar
esta sede de desejo.
Ah! Mulher! Dona dos meus anseios!
Brincas comigo e foges.
Não tens coragem para me deixar te amar
da forma que quero e sei.
Uma coisa é certa:
"Se me amasses uma vez, escrava
ficarias de todos os desejos meus
que não são poucos,
quando vejo tua boca rubra
como uma romã que me convida
a um beijo lascivo em meu corpo
e devora a minh'alma."
Pensa bem o que queres,
para  eu poder navegar em teu corpo
sedento de desejo, para que minh'alma ainda seja
um refrigério!
Amo-te, dona de mim,
e quero ser dono de ti!
Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"
Poeta Amor
Enviado por Poeta Amor em 27/05/2005
Código do texto: T20013

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poeta Amor
Araruama - Rio de Janeiro - Brasil, 81 anos
398 textos (14769 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:29)
Poeta Amor