Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RIO E MAR

O novo amor é rio indomável:
Se remanso; mata a sede
Se cascata; acaricia e invade
Se correnteza; dilacera a carne
Se cachoeira ao olhar fascina.

Mas se esse amor é paixão e nos domina;
Não há como não ficar prisioneiro do seu existir selvagem.

O velho amor é mar intimo:
Se sereno; ansiedade acalenta
Se revolto; queixumes por amar
Se parti; deixa a solidão
Se fica alegra o coração.

Mas se esse amor é paixão e nos cativa;
Não há como não ficar prisioneiro do seu existir verdadeiro.

Se você é rio, e
Deseja ser meu eterno mar;
Vou acreditar de novo que a felicidade existe.
Antonio Virgilio Andrade
Enviado por Antonio Virgilio Andrade em 27/05/2005
Código do texto: T20019
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Virgilio Andrade
Riacho Fundo - Distrito Federal - Brasil
152 textos (16228 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 08:52)
Antonio Virgilio Andrade