Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que não sei

As vezes penso em falar
poesias doces e etéreas.
As vezes acho que sei de tudo.
As vezes percebo que nada sei.
Porém, as vezes,
são tantas as lembranças,
de sonhos, de fadas
de um universo tamanho
de poetas e de estranhos
seres abissais.
As vezes sonho com o nada.
E as vezes vejo tudo passar
pelas entranhas,
pelo paladar,
pelo olhar de quem ama.
Pelas praias vazias
de areias mornas,
nas canções que divagam
sem nada dizer.
Nos emblemas distantes,
coloridos,
perdidos no alto
de um mastro erguido.
As vezes pergunto-me
se estou mesmo aqui,
ou se somente às vezes,
pertenço aos lugares
por onde vivi.
Marcia Barroca
Enviado por Marcia Barroca em 24/07/2006
Código do texto: T200726
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marcia Barroca
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 65 anos
109 textos (3479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:54)
Marcia Barroca