Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
A poesia, essa danada...



A poesia grita, embrutece,
deita-se em qualquer lugar...
Levanta quando é primavera,
toma um pileque, se esquece
e depois não sabe aonde vai parar...

A poesia picha os muros
e sobrevive em outdoors..

A poesia tece uma história,
conforme a emoção da hora.

A poesia sangra sem estancar...

A poesia vira e mexe,
é a vadia que não tem vergonha...
E quando menos se espera,
ela ressurge num altar...



Angela Lara
Enviado por Angela Lara em 25/07/2006
Reeditado em 01/07/2010
Código do texto: T201340
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angela Lara
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1830 textos (247880 leituras)
53 e-livros (15731 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:04)
Angela Lara