Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LUXÚRIA

A boca da Noite é uma chama
viva, rubra, que cintila.
Posso até ver como brilham
seus olhos já preparando
o bote que vem armando,
em sensuais emboscadas,
fazendo acenos obscenos.

Não posso fugir ao chamado
dessa vulgar prostituta
que se despe, se oferece
com os lábios entreabertos
em plena rua deserta,
prenhe de amor e luxúria.

Corro, então, ao seu encontro
como um bêbado, como um tonto
e me entrego confiante.
A Noite, esta noite
é minha amante!

Que louco, que estranho suplício,
me sinto vagando perdido
no cáos degradante do vício.

HLuna
Enviado por HLuna em 25/07/2006
Código do texto: T201456
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/helenaluna). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HLuna
Fortaleza - Ceará - Brasil
9347 textos (235766 leituras)
15 e-livros (905 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 07:56)
HLuna