Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Belas paisagens

Subida para Teresópolis,
Onde parecia que terra e céu;
Finito e infinito, finalmente se encontrariam.
Todos felizes, namorados se amando,
E eu perdido em meio a tudo isto.

Perdido num mundo que não era meu;
Solitário, imaginando o sentido do amor.
Em meio a tantos existia um eu solitário;
Talvez porque não conheça o amor,
Pois distante de mim está o que é belo.
E mergulhado em meu eu,
Procuro descobrir o porquê  de tudo isto.

Feito louco procuro o porquê de tanta agonia,
O porquê das incertezas do dia-a-dia;
Enfim, o porquê da infelicidade.
Busco em ciências, em razões diversas,
A causa desta dor insuportável.
Mas parece esta uma razão
Desconhecida de meu pequeno universo.

Enquanto isto, continuo no meu eu;
No meu sofrimento, minha miséria.
Continuo à procura daquela  que parece não existir.
Procura da felicidade,
Que nem em belas paisagens,
Fui capaz de encontrar.

Olhando para o lado
Deparei-me com o voar das andorinhas.
Liberdade que nunca terei;
Felicidade em mim inexistente.
Invejei-as e chorei, confesso.
BJ Duarte
Enviado por BJ Duarte em 26/07/2006
Código do texto: T202734
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BJ Duarte
São Gabriel do Oeste - Mato Grosso do Sul - Brasil, 49 anos
69 textos (101958 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:19)
BJ Duarte