Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tenho medo II

Não temo pelo dia que não amanhece,
Me amedronta não te ver, no amanhecer.
Não tenho medo que a vida em mim cesse,
Me apavora é não ter tempo, de te ver.
 
Não temo o convite da solidão absoluta,
Me amedrontam as companhias mal amadas.
Não tenho medo da luta, nem da força bruta,
Me apavoram palavras mal acabadas.
 
Tenho medo das noites escuras, dos espinhos,
Do vazio da tua presença, do frio na alma.
Tenho medo de morrer, por falta de carinhos,
Dessa farsa, que nunca me acalma.
 
Tenho medo da minha louca coragem,
Dessa fonte que me inunda, que jorra atrevida.
Me apavora essa covardia sem maquiagem,
Que me sufoca e expulsa da vida.
 
Não tenho medo de ti, tenho medo é de mim
Não tenho medo da solidão, e sim da razão
Tenho medo da ausência permanente, sim,
Tenho medo de viver sem ter uma motivação
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 28/05/2005
Código do texto: T20323

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55644 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:26)
Angélica Teresa Almstadter